Olá!! Sou Psicóloga e apaixonada por esportes, em especial o futebol (que pratiquei, de maneira amadora, boa parte da minha vida rsrs). Quando iniciei na graduação o sonho de unir as duas paixões (psicologia e esporte) ganhou força, mas durante o período de formação percebi que essa é uma área ainda pouco presente em boa parte das instituições de ensino.

Com a pós-graduação (Terapia Cognitivo Comportamental) a certeza de que essa ciência (Psicologia) tem muito a oferecer ao esporte fortaleceu o desejo de uma formação mais especifica, o que acabou me levando a conhecer, através das redes sociais de uma das professoras do curso, Michelle Rios (na época Psicóloga do Clube Atlético Mineiro), a proposta do Futebol Interativo.

O Curso “Psicologia do Futebol”, que trouxe em suas aulas uma didática voltada para as vivências dos profissionais no dia a dia com os atletas, com as instituições, bem como, os desafios e as conquistas; proporcionava aos seus alunos a possibilidade de uma experiência prática em alguns clubes de futebol, ou seja: a oportunidade de viver um pouco do que foi nos apresentado nas aulas e principalmente (ao menos para mim) a oportunidade de estar mais próximo de um sonho, que em alguns momentos parece um pouco distante (quem acompanha a área sabe que a psicologia enfrenta muitos desafios nos clubes, mas que vem se mostrando cada vez mais indispensável).

No inicio desse ano, após a participação no curso e a realização de algumas atividades, a equipe do Futebol Interativo anunciou meu nome entre os alunos que participaria das experiências práticas nos clubes de futebol. Foi então que saí de Minas para Florianópolis–SC , em março, com a proposta de passar 15 dias no AVAÍ FUTEBOL CLUBE.

O Primeiro contato com o clube ocorreu no dia 10 de marco, onde fui recebida no setor psicossocial pela Psicóloga Fernanda Pereira e a assistente social Angelita Costa. Fui apresentada a categoria de base conhecendo os profissionais que contribuem com o setor, os atletas e a estrutura física do clube. Em um segundo momento, passei a conhecer e participar da rotina do setor psicossocial, não posso deixar de comentar que não poderia estar em lugar melhor para viver essa experiência, me faltam palavras para agradecer e descrever a Fernanda (Psicóloga do clube), profissional incrível, e o trabalho excepcional realizado no setor psicossocial por ela e Angelita.

Tudo caminhava muito bem em relação ao estagio, mas o Brasil começava a viver uma nova fase na guerra contra o Corona vírus e na tarde do dia 16 de março, em uma reunião com o todos os funcionários da base, o clube, com apoio do departamento médico, expôs algumas das medidas que tomaria e entre elas estava o começo da paralisação das atividades na base. Terminou então, de forma indesejada (mas necessária), minha passagem nesse clube que ganhou mais uma torcedora. O tempo foi menor que o esperado, mas suficiente para muito aprendizado; para o fortalecimento do meu desejo em seguir nesse caminho profissional; para me tornar uma admiradora do clube e do trabalho realizado no setor Psicossocial com a Angelita e Fernanda, que mesmo diante de uma pessoa sem nenhuma experiência com a psicologia em um clube de futebol permitiu que estabelecêssemos uma relação de troca e amizade.

Amizades que foram construídas graças a essa oportunidade e que vou levar para a vida!!!

Desejo a todos que viverem essa experiência que possa ser tão marcante para vocês quanto foi pra mim.

Confira aqui o vídeo que a Tânia deixou comentando sua experiência no clube.

Quer ter uma experiência assim como a Tânia em um departamento de psicologia de um clube de futebol? Clique aqui e conheça nosso curso de Psicologia do Futebol.