A Suécia é um dos 14 países da Europa classificados para Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Nas Eliminatórias do continente, a equipe ficou na segunda colocação do grupo A com 19 pontos, atrás apenas da líder França e eliminando a Holanda, que ficou em terceiro. Na repescagem, a seleção sueca deixou a Itália para trás vencendo por 1 a 0 em casa e empatando sem gols no campo do adversário.

No passado, a seleção sueca chegou a ter um papel de protagonista no futebol, com a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 1948, e a medalha de prata no Mundial de 1958, disputado em território sueco, e vencido pelo Brasil. Outro feito da Suécia foi o terceiro lugar na Copa do Mundo de 1994, com a geração de Henrik Larsson, Tomas Brolin, Martin Dahlin, Thomas Ravelli e Kennet Andersson.

 

No certame da Rússia, a seleção sueca estará no Grupo F, ao lado de Alemanha, Coreia do Sul e México. A estreia sueca acontece em 18 de junho, contra a Coreia do Sul, em Nizhny Novgorod. E conforme antecipado pela própria Federação Sueca de Futebol (SvFF) em abril, o seu principal artilheiro de todos os tempos, o atacante Zlatan Ibrahimovic não irá participar do torneio. A lista do técnico Janne Andersson tem como nomes mais conhecidos o zagueiro Victor Lindelof (ex-Benfica-POR, atualmente no Manchester United-ING) e o atacante John Guidetti (ex-Manchester City-ING, atualmente no Alavés-ESP).

A Suécia pode enfrentar o Brasil nas oitavas de final, caso o time de Tite lidere o Grupo e os comandados de Janne Andersson sejam vice-líderes – ou ainda se liderar e o Brasil for segundo colocado. E aí, vocês acreditam em um possível reencontro das seleções finalistas da Copa de 58?